Certificados de Aforro

Janeiro 23 2012

Números dizem respeito a 2011. Investimento em certificados do tesouro aumentou apenas 623 milhões de euros

Os privados retiraram mais de quatro mil milhões de euros que haviam sido investidos em certificados de aforro durante o ano de 2011, com o investimento em certificados do tesouro a aumentar apenas 623 milhões de euros.

De acordo com os dados divulgados esta segunda-feira pelo Instituto de Gestão da Tesouraria e do Crédito Público, o valor aplicado em certificados de aforro caiu de 15.471 milhões de euros no final de 2010 para 11.384 milhões de euros no final de 2011, o que representa uma diminuição de 4.087 milhões de euros nesta aplicação.

Só em Dezembro passado foram amortizados 294 milhões de euros que haviam sido investidos em certificados de aforro, tendo sido emitidos apenas 28 milhões de euros em novos certificados.

Os certificados do tesouro, criados em 2010 pelo então ministro das Finanças, Teixeira dos Santos, não conseguiram compensar a sangria nos certificados de aforro apesar do retorno mais elevado, e aumentaram o valor aplicado em 623 milhões de euros, muito aquém dos mais de quatro mil milhões de euros que foram retirados dos certificados de aforro.

Em Dezembro de 2010 estavam aplicados em certificados do tesouro 685 milhões de euros, com este valor a subir no decorrer do ano até ao saldo de 1.308 milhões de euros com que fechou 2010.

Só no último mês de Dezembro de 2011 foram aplicados 41 milhões de euros neste instrumento pelos investidores privados mas também foram amortizados 26 milhões de euros, mais de metade do valor aplicado.

No total, juntando os saldos de final de ano destes dois instrumentos, o Estado perde 3.462 milhões de euros das poupanças que lhe haviam sido confiadas que os investidores privados decidiram retirar dos cofres do Estado.

fonte:http://www.agenciafinanceira.iol.pt/

publicado por adm às 22:15

Tudo sobre os Certificados de Aforro aqui
pesquisar
 
Pesquisa personalizada
links