Certificados de Aforro

Maio 22 2012

Os investidores retiraram em abril mais 226 milhões de euros dos certificados de aforro, de acordo com os dados divulgados esta terça-feira pelo Instituto de Gestão da Tesouraria e do Crédito Público (IGCP).

De acordo com o Boletim Mensal do instituto que gere a emissão de dívida do Estado, em abril, os investidores amortizaram 249 milhões de euros e subscreveram apenas 23 milhões de euros, o que resulta na saída de 226 milhões de euros.

Nos primeiros quatro meses deste ano, já saíram deste instrumento de dívida 905 milhões de euros em termos líquidos.

Já os certificados do Tesouro voltaram a ter um saldo positivo, tendo em conta que foram amortizados 10 milhões de euros, mas emitidos 26 milhões. Ainda assim, estes valores não são suficientes para compensar as perdas verificadas nos certificados de aforro.

Nestes certificados, os investidores privados tinham investido no final de abril 10.479 milhões de euros, menos 7,95 por cento do que no fim do ano passado.

Já nos certificados de tesouro o valor investido cresceu 4,12 por cento, no mesmo período, fixando-se em 1.362 milhões de euros em abril.

fonte:http://www.agenciafinanceira.iol.pt/

publicado por adm às 23:48

Maio 07 2012

Os certificados de aforro já perderam 679 milhões de euros nos primeiros três meses do ano, dos quais 220 milhões de euros já em março, de acordo com o Instituto de Gestão da Tesouraria e do Crédito Público.

No seu boletim mensal, o IGCP diz que o volume das amortizações no primeiro semestre do ano atingiu os 754 milhões de euros, tendo conseguido atrair apenas 75 milhões de euros em novas aplicações dos privados, tendo assim um saldo negativo desde que começou o ano de 679 milhões de euros (tinha 11.384 milhões de euros no final de 2011 e passou a ter agora um total aplicado de 10.705 milhões de euros).

Os certificados do tesouro, criados mais recentemente, não estão a conseguir estancar a fuga do investimento dos privados da dívida pública, tendo um saldo positivo desde o início do ano, mas muito reduzido em comparação com o dinheiro que saiu dos cofres do IGCP.


fonte:http://expresso.sapo.pt/

publicado por adm às 23:20

Tudo sobre os Certificados de Aforro aqui
pesquisar
 
Pesquisa personalizada
subscrever feeds
links