Certificados de Aforro

Dezembro 26 2012

Os particulares continuaram a retirar dinheiro dos certificados de aforro, embora o ritmo de 'fuga' seja cada vez menor, segundo a Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública (IGCP).

Em outubro foram subscritos 59 milhões de euros em certificados de aforro e amortizados 85 milhões, de acordo com o boletim mensal do IGCP, hoje publicado.

Ainda segundo os números do IGCP, o valor no final de outubro investido por particulares em certificados de aforro é 9.688 milhões de euros - menos 26 milhões que no final de setembro.

O saldo líquido dos certificados de aforro caiu 1.696 milhões desde o início do ano. O peso dos certificados de aforro no total da dívida direta portuguesa é agora de 5%; no final de 2011 os certificados representavam 6% da dívida.

O saldo negativo registado em outubro é, contudo, muito menor que o de meses anteriores. Nos últimos anos, as taxas de juro relativamente baixas oferecidas pelos certificados de aforro levaram muitos particulares a abandonar este instrumento financeiro.

Em 2010, o Governo de José Sócrates criou um novo instrumento público de poupança, os certificados do Tesouro. Em setembro, a subscrição destes certificados foi suspensa.

Em outubro, foram amortizados 4 milhões de euros de certificados do Tesouro, continuando 1.423 milhões de euros na posse de particulares.

fonte:http://www.dinheirovivo.pt

publicado por adm às 11:49

Tudo sobre os Certificados de Aforro aqui
pesquisar
 
Pesquisa personalizada
links