Certificados de Aforro

Maio 26 2011

Escalada das Euribor eleva rendibilidade dos certificados de aforro. Subscrições em Junho vão render 1,467%.

Os cálculos efectuados pelo Económico permitem antever que no próximo mês os juros para as subscrições feitas nos certificados de aforro vão voltar a subir pelo quarto mês consecutivo.

Assim, quem investir neste produto do Estado irá beneficiar de um juro bruto de 1,467%. Trata-se da taxa mais elevada desde Maio de 2009. A subida da remuneração destas aplicações é justificada pela evolução positiva da taxa Euribor a três meses que serve de referência para o cálculo dos juros dos certificados de aforro.

Desta forma, no espaço de um ano a remuneração destas tradicionais aplicações financeiras quase que duplicou. Recorde-se que em Maio do ano passado, as taxas de juro dos certificados atingiram um mínimo de 0,797%.

No entanto, e apesar da melhoria da remuneração verificada nos últimos meses, tal facto não está a ser suficiente para atrair o dinheiro dos investidores portugueses. Na verdade, em Abril os investidores retiraram 705 milhões de euros destas aplicações. Foi o maior montante mensal de resgates desde que o IGCP divulga estatísticas.

Os receios de que um cenário de reestruturação da dívida pública portuguesa possa também atingir os investidores em certificados de aforro, levou os aforradores a evitarem estas aplicações.

Ao mesmo tempo, os certificados enfrentam a forte concorrência dos depósitos a prazo. Todos estes factores juntos ajudam a explicar o crescente desinteresse dos portugueses por estas aplicações.

fonte:http://economico.sapo.pt/

 

publicado por adm às 13:37

Tudo sobre os Certificados de Aforro aqui
pesquisar
 
Pesquisa personalizada
links