Certificados de Aforro

Junho 25 2014
Os portugueses voltaram a aplicar mais de 100 milhões de euros em certificados de aforro em Maio. Valor investido foi mesmo o mais elevado desde, pelo menos, 2008, elevando para 583 milhões o saldo acumulado no ano.

Os certificados de aforro continuam a atrair muitas poupanças dos pequenos aforradores nacionais. Em Maio, de acordo com os dados da Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública (IGCP), investiram 144 milhões de euros, um máximo mensal desde, pelo menos, 2008, altura em que foi lançada a Série C.

 

No Boletim Mensal divulgado hoje, o IGCP revela que em Maio deram entrada 203 milhões de euros em certificados de aforro. Ao mesmo tempo, contudo, foram realizados resgates de 59 milhões, o que resultou num saldo líquido positivo de 144 milhões de euros. Desde 2008 que tal não acontecia.

 

Maio foi o quinto mês consecutivo em que o montante aplicado em certificados ficou acima da fasquia dos 100 milhões de euros. Uma tendência explicada em grande parte pela elevada rendibilidade que está a ser oferecida por este produto: taxa bruta anual de 3,271% em Junho. Os depósitos pagam, em média, 1,82%.

 

Com estes 144 milhões, o IGCP elevou para 583 milhões o montante total captado através de certificados de aforro no acumulado do ano. Este valor supera já o montante captado nos 12 meses de 2013, ano em que os portugueses emprestaram 462 milhões de euros ao Estado através de certificados de aforro.

 fonte:http://www.jornaldenegocios.pt/e

publicado por adm às 20:03

Tudo sobre os Certificados de Aforro aqui
pesquisar
 
Pesquisa personalizada
links