Certificados de Aforro

Janeiro 05 2008

O Governo alterou hoje o regime jurídico dos certificados de aforro, produtos de poupança detidos por mais de 700 mil portugueses. O método de cálculo da taxa de juro é alterado, o prémio máximo de permanência aumenta para 2,5% mas só é conseguido no nono ano de subscrição. Ao fim de dez anos os certificados são reembolsados aos subscritores, o que não acontece actualmente. Para quem já tem certificados de aforro não há alterações.

Foi criada uma nova série de certificados de aforro, denominada de C.

Esta, de acordo com o IGCP, vai pagar este mês um taxa de juro bruta de 3,892%.

A série B é cancelada.

Actualmente paga um juro de 3,72%. 

Num comunicado o Governo explica que com estas alterações "reitera a importância social dos Certificados de Aforro e enquanto instrumento de poupança, mas reduz a injustiça social que lhes estava associado, dados os elevados custos, suportados pelos contribuintes, que este produto tinha quando comparado com produtos alternativos". 
Fonte: Canal de Negócios

publicado por adm às 22:16
Tags:

Tudo sobre os Certificados de Aforro aqui
pesquisar
 
Pesquisa personalizada
subscrever feeds
links