Certificados de Aforro

Setembro 27 2014

Os portugueses canalizaram 1,1 mil milhões de euros para Certificados de Aforro (CA) e Certificados do Tesouro (CT) em Julho e Agosto, os meses em que a crise no BES se intensificou e o banco foi alvo de uma intervenção das autoridades, tendo sido separado num banco ‘mau’  e no Novo Banco. Há pelo menos 13 anos que não havia dois meses com tanta procura por produtos de poupança do Estado.

Segundo dados do IGCP divulgados hoje, a subscrição dos dois principais instrumentos de dívida pública de retalho foi o principal factor para o aumento mensal de 0,4% na dívida directa do Estado em Agosto, que atingiu 217 mil milhões de euros no final de Agosto. Entre novas subscrições e resgates destes produtos, houve um saldo positivo de 554 milhões de euros em Agosto e de 588 milhões em Julho.

É comum haver meses de Verão com mais subscrição de certificados,  já que é o período em que os portugueses ficam com mais folga na conta bancária, depois de receberem o subsídio de férias.

Mas os movimentos registados este ano são bastante superiores à média. Segundo as estatísticas disponíveis no site do IGCP, que recuam ao início de 2001, não há registo de dois meses de tão forte subscrição de produtos de retalho como em Julho e Agosto deste ano. Os portugueses têm agora mais 15 mil milhões de euros aplicados nestes dois produtos (3,8 mil milhões em CT e 11,4 mil milhões em CA).

fonte:http://www.sol.pt/n

publicado por adm às 14:07

De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



Tudo sobre os Certificados de Aforro aqui
pesquisar
 
Pesquisa personalizada
subscrever feeds
links